Compartilhe:

Os interessados em participar do processo seletivo simplificado emergencial para a contratação de profissionais que integrarão as equipes do Sistema Integrado de Atendimento a Trauma e Emergência (Siate) têm até o dia 25 de julho para fazer as inscrições. O Siate foi criado para aprimorar o atendimento pré-hospitalar da população de Uberlândia. Com o novo sistema de atendimento, a comunidade terá mais segurança e atendimento integral diante das várias situações de emergências ou clínicas do dia a dia.

São 60 vagas disponíveis para contratação de enfermeiros, médicos e técnicos de enfermagem. Os interessados podem fazer as inscrições, somente pela internet, até as 23h59m (horário oficial de Brasília/DF) do dia 25 de julho. Não há cobrança de taxa de inscrição e a efetivação se dará com o preenchimento adequado de todos os campos da ficha de inscrição pelo candidato.

Provas

A prova objetiva será realizada no dia 31 de julho em Uberlândia (locais e horários serão divulgados até o dia 29). A prova é objetiva, com questões de múltipla escolha de caráter eliminatório e classificatório para todas as funções. Além disso, haverá ainda uma prova de títulos e análise curricular também de caráter classificatório para todas as funções. O edital completo está na página da Prefeitura de Uberlândia, na aba de processos e licitações.

Siate

Com o Siate, a comunidade terá mais um serviço 24 horas à disposição, bem como segurança e atendimento integral. A base do Siate será instalada na sede do 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, localizada na avenida Rondon Pacheco.

Diferentemente de outras cidades que têm serviço semelhante, o atendimento em Uberlândia será inédito pelo fato de contemplar equipes mistas. Ou seja, as seis ambulâncias (das quais uma será UTI móvel) que atuarão no sistema serão compostas por bombeiros, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, além de contar com o apoio de uma regulação médica própria, na sede do Siate, para avaliação dos pedidos de socorro que chegam pelo número 193.

Os militares receberão os chamados pelo 193 e, ao observarem a necessidade de atendimento médico, direcionarão os chamados para a regulação médica. Esta equipe, se identificar a necessidade de um resgate, enviará uma ambulância ou UTI Móvel.

Assessoria