Compartilhe:

Em cerimônia realizada na tarde desta quarta-feira (17), no Centro Administrativo Municipal, o prefeito Odelmo Leão entregou o Selo de Origem para oito cervejarias artesanais de Uberlândia. O selo atesta a produção regulamentada na cidade e é uma das ações do Programa Municipal de Fomento ao Setor Cervejeiro (lei municipal 12.801), criado em 2017. Outras duas marcas já haviam recebido a certificação no ano de lançamento do programa.

Aggregare, Abadiana, Alienada, Fábrica 5, Guará Craft Brew, Malte, Nuh! Beer e Uai Bier foram as cervejarias contempladas. Elas se juntam à Uberbrau Microcervejaria e a Cervejaria Benedith no Circuito Cervejeiro de Uberlândia, um mapa dinâmico, disponibilizado no site da Prefeitura (por meio do item “Gastronomia” constante dentro da guia “Turista”, no alto da página), que indica a localidade das microcervejarias em operação e dos patrimônios culturais da cidade e foi criado para que moradores e turistas possam conhecer e visitar os espaços.

“Estimular o empreendedorismo em todos os segmentos é uma marca da nossa gestão, sempre pensando no impacto na geração de emprego, renda e qualidade de vida para nossa população. Há dois anos, quando criamos o programa e a lei de incentivo aos cervejeiros, estávamos atendendo uma demanda da própria comunidade. O avanço desse setor só prova que optamos pelo caminho certo. O selo é o nosso instrumento de apoio e promoção para esses empreendedores”, disse o prefeito Odelmo Leão.

O pré-requisito adotado para a entrega é que a cervejaria esteja registrada junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o que garante a qualidade do produto oferecido ao mercado consumidor.

Produção em crescimento

Conforme levantamento feito pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, o número de cervejarias artesanais regulamentadas em Uberlândia pelo Mapa saltou de dois para dez em três anos, totalizando uma capacidade produtiva anual de cerca de 1,5 milhão de litros de cerveja, por meio de 103 rótulos. Um segmento que tem gerado mais de R$ 20 milhões em investimentos para a cidade, com a criação de pelo menos 100 empregos diretos e impacto de outros 5 mil postos de trabalho na cadeira produtiva (estudo da Fundação Getúlio Vargas diz que para cada emprego no setor outros 50 são criados).

No comparativo entre 2016, quando apenas duas estavam regulamentadas, e 2018, momento em que o município chegou a seis estabelecimentos com registro junto ao Mapa, a produção mensal de cerveja mais que triplicou: passando de 23 mil litros por mês para 75.800 litros mensais. Com as atuais 10 fábricas legalizadas, a produção mensal no primeiro semestre deste ano subiu para 116.300 litros.

Secretaria de Governo e Comunicação/Divulgação

“O crescimento das cervejarias artesanais gera o aquecimento do turismo e da economia local, aumenta a oferta de emprego e renda, amplia as opções de entretenimento e fortalece ainda mais a gastronomia da nossa cidade”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, de Inovação e Turismo, Raphael Leles.

Alex Dante, proprietário da Abadiana, representou os empreendedores cervejeiros durante a cerimônia de entrega do selo e falou sobre a importância do reconhecimento. “O que está acontecendo hoje era inimaginável há três anos. Eu queria muito agradecer ao prefeito, que nos deu essa oportunidade e abraçou as cervejarias, criando um cenário que vemos em poucos lugares do país, que é o de união de forças. Tenho certeza de que vão surgir mais cervejarias e vamos crescer mais- no mercado e na geração de emprego”, ressaltou.

Incentivo

Criado pela lei municipal 12.801 de 2017, o Programa de Fomento ao Setor Cervejeiro permitiu a adequação de leis à realidade das microcervejarias, além de autorizar a implantação desses empreendimentos na grande maioria dos bairros de Uberlândia. A administração municipal também incentiva o setor por meio realização ou apoio de eventos relacionados à cultura cervejeira. Duas festas estão no calendário (Uberlândia Saint Patrick’s Beer Festival, em março, e Oktoberlândia Bier Fest, em outubro).

A Prefeitura ainda estimula os cervejeiros a promover o Patrimônio Histórico Cultural por meio de ações publicitárias sobre pontos turísticos de Uberlândia nos descansos para copo tradicionalmente cedidos durante o consumo. A Überbräu foi a primeira a aderir à proposta e o resultado já pode ser conferido no Mercado Municipal.

Assessoria