Compartilhe:

A Polícia Civil de Uberlândia elucidou mais três homicídios que ocorreram neste ano, aumentando, ainda mais, o índice de crimes desta natureza solucionados. Hoje (quarta-feira, 17) o delegado Fábio Ruz, titular da Delegacia de Homicídios anunciou que, com a apuração dos casos, os inquéritos estarão sendo remetidos ao Poder Judiciário, com suspeitos presos ou com prisão preventiva requerida.

De acordo com o anúncio do delegado, o primeiro homicídio elucidado é o da vítima de 23 anos, morto no dia 19 de janeiro. A vítima foi morta com 11 facadas desferida pelo suspeito de 19 anos, por causa de uma dívida de R$ 40,00, contraída pela aquisição de um telefone celular. Os dois discutiram e o suspeito o matou, embora ele negue ter desferido as facadas.

O outro crime tem como vítima um jovem 17 anos, e ocorreu. no dia 1º de maio, no bairro Shopping Park. De acordo com Ruz, o suspeito de 37 anos, que está desaparecido, em local incerto e não sabido. O crime teria sido motivado porque Hudson tinha rixas com a vítima em razão de um suposto furto de veículo. A prisão do suspeito será requerida.

O terceiro crime elucidado ocorreu no dia 13 de junho e teve como vítima o adolescente de 16 anos, e teria sido motivado pela disputa de pontos de tráfico de drogas no bairro Luizote de Freitas. O suspeito de 26 anos, vulgo Erê. Ele matou o menor com dois tiros e foi preso preventivamente. Outros comparsas de Erê estão sendo procurados.

Todos os crimes foram elucidados por meio de investigações feitas pela equipe da Delegacia de Homicídios. Neste último crime, o delegado informou que a mulher do suspeito, identificada por Rafaela, teve a prisão preventiva decretada e está sendo procurada. Ela teria participado do homicídio. O suspeito do crime seria chefe de quadrilha de tráfico de drogas e tem diversas passagens policiais.

PCMG