Compartilhe:

Na tarde desta quarta-feira 3, em Uberlândia, acontecia uma operação Policial no Bairro Planalto, local de várias denúncias de tráficos de drogas e crimes contra o patrimônio.

Cientes que uma motocicleta de cor verde estaria sendo utilizada na prática de tráfico de drogas e roubos no Bairro, a guarnição manteve atenções voltadas para essa característica, além do objetivo da missão, momento em que depararam com a motocicleta,com placa de fabricação caseira, verde, na Rua Augusta De Oliveira Marques e ao avistar a guarnição o suspeito se mostrou bastante apreensivo, fazendo menção de desvencilhar de uma possível abordagem, em abordagem ao suspeito, foi constatado que o homem possuí passagem por crime contra o patrimônio, tendo em seu desfavor um registro pelo crime de roubo; em verificação do veículo ficou constatado que as marcações de identificação do veículo foram suprimidas, inexistindo possibilidade de identificação do veículo.

O suspeito alegou que adquiriu a motocicleta de terceiro, não informando a identificação precisa do vendedor, alegando também que foi informado que seria produto de leilão. Cabe salientar que em nenhum momento o suspeito apresentou documentação que demonstrava a licitude do produto. O suspeito de forma sorrateira aproximou-se de seu veículo e deforma astuta a ligou, vindo e em ato contínuo a montá-la, neste momento foi bradado ordem legal para que o suspeito descesse do veículo, neste momento, no intuito de evadir-se, o suspeito avançou com o veículo contra o militar, atentando contra sua vida; o militar no pleno exercício do dever legal, cominado com a legítima defesa à agressão injusta, desferiu disparo de arma de fogo com a arma, direcionado à roda do veículo, porém acertou o para-lama dianteiro, fato este que não cessou a resistência, vindo o suspeito evadir rumo ao interior do Bairro.

O suspeito na evasão conduzia seu veículo de forma anormal, não respeitando nenhuma sinalização existente, exemplo paradas obrigatórias; a condução imprudente colocava em risco não só os demais veículos da via, mas como também os pedestres. Na evasão foi necessário o acionamento de várias viaturas, demandando um grande aparato estatal. Destaca-se que o condutor é inabilitado. Durante o acompanhamento visual foi avistado o suspeito adentrar em uma casa situada à Rua da Secretária, sendo feito o adentramento no local para realização da captura do suspeito, no interior da casa, constatou-se que o suspeito havia se trancado em um dos quartos, novamente foi dada a ordem para suspeito cessar a resistência e entregar-se, ordem está não acatada, diante dos fatos foi necessário realizar o arrombamento da porta para concretizar a captura. Diante do exposto o suspeito foi preso e encaminhado até autoridade de polícia judiciária.

Em verificação posterior constatou-se que o local é a residência do suspeito, sendo a genitora qualificada como testemunha no REDS. Como de praxe, apesar de ileso, o suspeito passou por atendimento médico. Todos os direitos constitucionais do suspeito foram respeitados, como a prisão foi efetuada em sua residência, sua família já está ciente. O militar vítima de homicídio tentado foi atendido na UAI do Bairro Planalto.

A motocicleta que o suspeito conduzia foi apreendida e encaminhada ao pátio.

Deixe seu Comentário! (Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site).

Compartilhe: