Os dois cantores se desentenderam por causa da mudança dos horários dos shows que fizeram no último sábado (5), na Arena Petry, em São José (SC). Num vídeo publicado no Instagram antes de se apresentar, Alexandre Pires disse que seu show estava marcado para as 22h, antes do de Gusttavo Lima.

Porém, a produção do sertanejo teria mudado o horário em cima da hora e dito à equipe do pagodeira que, se ele não aceitasse a alteração, o dono do hit “Balada Boa” iria embora do evento. “Em meus 30 anos de carreira, nunca passei por uma situação tão desagradável, com tanto desrespeito, e vou fazer o show, sim”, falou Alexandre.

Entenda o caso.

O primeiro contrato era entre a casa de shows e Lima. Nele, o sertanejo não receberia cachê, e sim, dividiria o valor arrecadado na bilheteria. Assim, ele era um dos responsáveis a arcar com os lucros e despesas do evento.

Já o outro contrato foi feito pela casa e Pires. Nesse, o cachê foi acertado e fechado antes. Ou seja, Gusttavo, que também era responsável pelas despesas, teria que pagar o cachê do pagodeiro.

Em nota, a assessoria de Alexandre afirmou: “O único contrato que o Alexandre Pires sabia, e que tinha ciência e assinatura do empresário Aldo, é o com a casa de shows. Ele, em nenhum momento, soube detalhes do contrato de Gustavo com a casa. É natural que o escritório trabalhe com um contrato só”.

E a de Lima explicou: “Desde o segundo semestre de 2018, o projeto Buteco, idealizado pelo cantor Gusttavo Lima, tem recebido artistas em diversas edições por todo o Brasil. No contrato referente ao show do último dia 05/01, na Arena Petry (São José, SC), está descrito que Gusttavo fez bilheteria com a casa (ou seja, 50% do valor dos ingressos era dele – 50% casa/contratante). Já Alexandre, foi contratado por cachê por uma das empresas que estava parceira neste evento. Tendo em vista esse cenário, o cantor Gusttavo Lima pagou, ainda que de forma (in)direta os 50% do cachê de Alexandre Pires, já que o valor foi descontado do ‘borderô’ dele (Gusttavo) – conforme específica o contrato entre Gusttavo Lima x contratantes. A questão é que ambos os contratos (tanto do Gusttavo Lima quanto do Alexandre Pires) foram feitos pela empresa intermediária. No de Gusttavo está descrito que 50% do cachê e despesas do Alexandre seriam responsabilidade do Gusttavo Lima“.

RD1